O Setembro Amarelo é conhecido por uma campanha de prevenção ao suicídio. Por isso, neste mês, é comum ter campanhas que tragam a importância sobre o cuidado com a saúde mental e a quebra de tabus sobre o assunto suicídio. Visto a importância deste tema ser tratado nas empresas e organizações, neste post você vai conferir diversas informações sobre este movimento tão importante para ser abordado em qualquer lugar.
 

O que é o Setembro Amarelo?

A Campanha Setembro Amarelo foi criada pelo órgão CVV, Centro de Valorização da Vida. Foi fundado em 1962 e é uma organização sem fins lucrativos que presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio.

Este movimento têm por objetivo abordar os diversos temas, fazendo uma quebra de tabus ao discutir sobre como os transtornos de ansiedade, depressão, burnout, podem influenciar na saúde mental de qualquer indivíduo.

Durante todo mês de setembro, são realizadas ações com o intuito de sensibilizar a população para os sintomas desse problema, fazendo-os entender que isso também é uma questão de saúde pública. Contudo, infelizmente, o suicídio ainda é visto como algo que advém de uma fraqueza de personalidade ou conduta. 

O CVV disponibiliza chat, telefone (188), e-mail atendendo, sob total sigilo, todas as pessoas que precisem de ajuda ou procuram uma maneira de conversar e desabafar.


Como ajudar na prevenção ao suicídio?

Segundo um estudo realizado na Unicamp, 17% dos brasileiros, em algum momento de suas vidas, pensaram em suicídio e dessa porcentagem, 4,8% chegaram a elaborar um plano para isso. Sendo que, em vários desses casos, é possível evitá-los para que se tornem realidade. (Fonte: https://www.setembroamarelo.org.br/prevencao/)

O primeiro passo para ajudar na prevenção é a quebra de tabus com relação a esse tema. Infelizmente, o suicídio é algo comum em nosso país e não abordado com a frequência. Trazer o tema nas empresas e organizações já torna o assunto mais conhecido e as pessoas acabam se educando mais sobre.

O segundo passo é a educação, como mencionado. Saber quais são as principais causas, além de entender o que e quais são os transtornos mentais, as formas de prevenção, os sintomas para notar uma pessoa que está passando por algo e possui pensamentos suicidas, entre outros. Dentro disso tudo, há um desafio: falar com responsabilidade e de maneira adequada e alinhada, aos que recomendam as autoridades de saúde, para que o objetivo de prevenção seja realmente eficaz. (Fonte: https://www.setembroamarelo.org.br/prevencao/)

 

A Vivaintra simpatiza com este movimento e tenta a cada dia promover a empatia e a solidariedade entre os colaboradores e equipes ao realizar uma conversa, com o fim de educar e compartilhar dúvidas, experiências e reflexões sobre este tema tão importante.

 

Ainda não conhece o Vivaintra? Cadastre-se gratuitamente no Vivaintra e encontre inúmeras ferramentas e conteúdos disponíveis para você. Além disso, se gostou deste post, confira nossos outros posts sobre Endomarketing e continue aperfeiçoando essa área no seu negócio.